Recents in Beach

Sequestrador da professora de Timon disse que "só queria morrer"

 


Ainda sobre o sequestro da professora Priscila, a equipe RP50 de Jornalismo apurou que ela leciona a disciplina de Inglês para turmas do 2º e 3º ano no Centro de Ensino Padre Delfino, em Timon (MA). A docente foi sequestrada por um aluno no momento em que se dirigia ao seu carro, um Fox vermelho, que estava estacionado no colégio. Isso por volta das 17h30 desta quarta-feira (23.02.22), após mais uma tarde de aulas.

O discente Rodrigo da Silva Nascimento, de 19 anos, a abordou com uma faca e a obrigou a dirigir e levá-lo até a sede do 11º Batalhão de Polícia Militar, no bairro Parque Piauí. Chegando lá, ele teria dito que queria morrer, que "só queria morrer". O rapaz não fez nenhuma exigência nem pediu nada em troca para libertar a professora.

Rodrigo tranquilizava a professora dizendo que não iria acontecer nada com ela, que ele apenas queria morrer. Impressionou os policiais o estado calmo em que o jovem se manteve durante toda a ocorrência. Pela ficha do jovem no colégio, ele nunca apresentou nenhum transtorno, contudo, os professores relatam que ele sempre teve um comportamento intimista e calado.

A LIBERTAÇÃO

Após 3h de sequestro, em que Priscila foi mantida refém, em poder de Rodrigo, os policiais conseguiram libertá-la sem nenhum ferimento. Já o jovem acabou sendo baleado com munição letal, uma vez que existia na ocorrência alguém com eminente risco de morte, de modo que a Polícia não poderia usar bala de borracha.

Apesar de alvejado, o quadro clínico de Rodrigo é estável. Não corre risco de morte. Ele foi encaminhado ferido para uma unidade hospitalar. A ocorrência contou ainda com apoio do Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência 8SAMU), guarnições do 11º BPM de Timon e Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), do Piauí.

Mais detalhes sobre o caso serão transmitidos à Imprensa às 7h30 desta quinta-feira (24) durante entrevista coletiva.



 

Enviar um comentário

0 Comentários