Recents in Beach

Através de pichações, facção criminosa ameaça matar mulheres em Luís Correia no Piauí

 

O Portal RP50 recebeu imagens de muros, portões e calçadas de residências pichados com ameaças de morte explícitas a mulheres. Os registros foram feitos em bairros como o Beira Mar e Campos no litoral do Piauí nesta sexta-feira (10.12), mais precisamente na cidade de Luís Correia, há 276 quilômetros de Teresina.

Veja o vídeo abaixo:

 

Pelo menos oito mulheres foram citadas e ameaçadas nominalmente, segundo as fotos. Duas delas, Juscyane Dourado e Yarla Nascimento tiveram o nome citado duas vezes, em localidades diferentes. Da última sexta-feira (03.12) até hoje, três mulheres foram mortas na região. Um dos homicídios aconteceu dentro de um shopping.

A mensagem transmitida através das pichações dão ordem para que as mulheres deixem o local onde moram, caso contrário serão assassinadas. Uma das pichações é assinada apenas com a palavra "Crime".



Em uma das frases está escrito: "Juscyane Dourado, Yarla Nascimento vai embora até o amanhecer ou vão tudo morrer". Em outra, mais ameaça: "Sabrina, Dani Ribeiro, ou vai embora ou vai morrer".



Na terceira pichação, além das ameaças, há também xingamentos às vítimas. "Pilantras, marmita de ladrão, vão morrer tudo. Juscyane Dourado, Jayne, Yarla, Alinne, Dane Veras, Lala Béki, Francisca, Sabrina, vão embora ou vão entrar na bala. Assinado: Crime", diz uma das pichações que tomam boa parte de um muro.



PC-PI

A equipe de reportagem RP50 entrou em contato com o delegado regional de Polícia Civil, Eduardo Ferreira. Ele respondeu que o caso "será apurado".

ASSASSINATO

O litoral do Piauí e cidades como Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia vivem desde o início do ano uma escalada de violência já há muito tempo reportada pelo portal. Na noite de ontem (09.12), por exemplo, Dara Nascimento de Oliveira, de 26 anos, teve a casa em Cajueiro da Praia invadida por bandidos que a mataram com 18 disparos de arma de fogo na frente dos filhos pequenos.


1 assassinato por dia

Contando com o assassinato de Dara, o RP50 apurou sete homicídios registrados no litoral desde a última sexta-feira (03.12). Ou seja, um assassinato por dia na região.

Na noite de sábado (04.12), uma empresária identificada como Sâmia Priscila foi executada dentro de uma loja no Shopping Amarração, em Luís Correia. O namorado dela foi baleado e socorrido com vida.


O jovem Marcos Yure, de 19 anos, foi morto a tiros no bairro São Francisco em Parnaíba na noite de sexta. No domingo (05.12), Kelson Bittencourt, de 25 anos, foi morto com disparos de arma de fogo dentro de casa. Uma dupla chegou à residência, chamou pela vítima que foi morta ao atender o chamado. 

Na mesma noite, um homem não identificado foi baleado no rosto na praça do Amor, localizada no ponto turístico Mirante, situado na avenida São Sebastião. Um suspeito chegou ao local a pé e efetuou disparos contra a vítima, que foi atingida de raspão no rosto.


Já na manhã de segunda-feira (06.12), um casal foi encontrado morto e com várias marcas de tiros em uma estrada vicinal que leva ao povoado Olho d'Água, zona rural de Parnaíba. 

Na quarta-feira (09.12), um homem identificado como Robson Costa da Silva foi morto também dentro de casa, porém no bairro Ilha de Santa Isabel, em Parnaíba.

Bandidos arrombam GPM

A audácia dos criminosos não para nos homicídios. No dia 30 de novembro, a sede do Grupamento da Polícia Militar de Cajueiro da Praia foi arrombada, invadida e dois coletes foram furtados do local. Passados dez dias do caso, ninguém foi preso até o momento.


Força Nacional

No dia 16 de setembro, o prefeito Mão Santa, emitiu documento solicitando a presença da Força Nacional ao município de Parnaíba, no que não foi atendido. Ele havia convocado em caráter de urgência uma reunião com os representantes das forças de segurança (Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Civil), o presidente da Câmara Municipal de Parnaíba, o procurador geral do município de Parnaíba e, secretários municipais, para discutir uma solução contra a crescente onda de violência e assassinatos na cidade.

É público que Parnaíba e o litoral piauiense vivem uma escalada da violência. Em julho deste ano, durante divulgação dos resultados da Operação Dionísio II, deflagrada pela Polícia Federal, representantes da instituição afirmaram em entrevista que "pelo menos 40 assassinatos na região foram motivados pela guerra entre as facções rivais Comando Vermelho (CV) e Primeiro Comando da Capital (PCC).

Em setembro, nossa equipe divulgou vídeo em que pelo menos oito bandidos armados e encapuzados fizeram um arrastão a diversos veículos na PI-116, bairro Ilha Grande de Santa Isabel, em Parnaíba. A filmagem mostra a quadrilha chegando a um posto de combustível, alguns dos criminosos vão para a pista e interceptam veículos que passavam pelo local, tomando celulares e outros pertences das vítimas.

Notícias Relacionadas:

EXCLUSIVO: áudios revelam doutrina de facção criminosa em presídio no Piauí

PF diz que guerra entre facções já causou pelo menos 40 assassinatos no litoral do Piauí

Vídeo mostra oito bandidos tocando o terror e assaltando carros em Parnaíba

Prefeito apela e pede apoio da Força Nacional para cidade do Piauí

Copyright © 2020/2021

Proibida a reprodução deste conteúdo sem autorização, 

o que pode ocasionar processos legais. Todos os direitos reservados.





Enviar um comentário

0 Comentários