Recents in Beach

Viaturas param de rodar por falta de gasolina no Piauí

 

No Piauí, partes das viaturas utilizadas pela Polícia Civil não estão rodando por falta de combustível. Há um problema de contrato com a rede de postos que atende ao Governo do Estado, por isso os veículos não estão sendo abastecidos a contento. A situação se arrasta desde o último dia 10 de novembro.  

Com isso, a prioridade no uso dos carros está sendo realização de prisões. Diligências investigativas e até mesmo intimações estão prejudicadas.

O secretário de Segurança Pública do Piauí, coronel Rubens Pereira, informou em recente entrevista ao portal GP1 que a dificuldade iniciou com os aumentos sequenciados do preço da gasolina no país, obrigando a confecção de um novo contrato os postos credenciados, o que estaria sendo realizado pela Secretaria Estadual de Administração e Previdência (SEADPREV).

"Essa situação do combustível é decorrente do aumento da gasolina, nós tínhamos um contrato com a utilização orçamentária feita no ano anterior, com  previsão e os preços daquela época. O custo na época era de R$ 4 e R$ 5, e hoje isso dobrou praticamente, o combustível hoje está R$ 7,29. Então aquele contrato que nós fizemos lá atrás, apesar de ter sido feito um aditivo, não foi possível dar a cobertura necessária. Mas eu já fiz um contato no começo dessa semana com a Secretaria de Administração para que nós possamos resolver isso o mais rápido possível para, então, podermos dar essa cobertura até o final do ano. A competência para realizar esse procedimento de licitação não é da Secretaria de Segurança, é da Secretaria de Administração", explicou ao GP1.


CRIMES

O Piauí vive uma crescente onda de violência e criminalidade, com a presença notória de facções criminosas como o Bonde dos 40 e Primeiro Comando da Capital, em Teresina. No litoral, além destas, há ainda integrantes do Comando Vermelho, disputando territórios para o tráfico de drogas. 

Em julho deste ano, durante divulgação dos resultados da Operação Dionísio II, deflagrada pela Polícia Federal, representantes da instituição afirmaram em entrevista que "pelo menos 40 assassinatos na região foram motivados pela guerra entre as facções rivais Comando Vermelho (CV) e Primeiro Comando da Capital (PCC) no litoral do Piauí. 

Em setembro, nossa equipe divulgou vídeo em que pelo menos oito bandidos armados e encapuzados fizeram um arrastão a diversos veículos na PI-116, bairro Ilha Grande de Santa Isabel, em Parnaíba. A filmagem mostra a quadrilha chegando a um posto de combustível, alguns dos criminosos vão para a pista e interceptam veículos que passavam pelo local, tomando celulares e outros pertences das vítimas.

REFORÇO

Ainda em setembro, o prefeito de Parnaíba, Mão Santa, emitiu ofícios e solicitou do Governo Federal o envio de tropas da Força Nacional de Segurança Pública ao município. 

O pedido veio após o gestor convocar, em caráter de urgência, reunião com os representantes das forças de segurança da cidade como Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Civil, além da presença do presidente da Câmara Municipal, do procurador geral e secretários municipais no encontro que discutiu uma solução contra a crescente onda de violência e assassinatos.

20 dias depois, na última quinta-feira (07.10), a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-PI) montou um Centro Integrado em Ilha Grande do Piauí para realizar operações e ações no combate a criminalidade na cidade de Parnaíba e região do litoral piauiense por meio de blitzes, abordagens e cumprimentos de mandados judiciais.

ACORDO

Foto - Roberta Alinne

Em reunião na última sexta-feira (12.11), na sede da Polícia Federal, em Teresina, foi realizada a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica para a criação da Força-Tarefa de Segurança Pública do Piauí, que reúne a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria de Estado de Segurança Pública (Polícia Militar e Polícia Civil) e Secretaria de Estado da Justiça (Polícia Penal).

O objetivo é a intensificação, em caráter especial, do enfrentamento às organizações e associações criminosas, particularmente no combate às facções criminosas, ao tráfico de drogas e armas, aos delitos de furto, roubo e receptação de cargas e valores, entre outros.

Final de semana prolongado

Por volta das 11h15 do último sábado (13.11), um homem identificado apenas como Silas foi executado com quatro tiros no rosto. O crime ocorreu no campo Carlos Lima, bairro Dirceu II, zona Sudeste de Teresina.

Ainda no sábado, por volta das 18h45, dois homens foram baleados no cruzamento das ruas Castelo do Piauí com Irmã Catarina, bairro Buenos Aires, zona Norte de Teresina. Eles tentaram assaltar uma farmácia, mas se depararam com três policiais à paisana. Houve troca de tiros e os criminosos foram baleados e encaminhados ao HUT. 


Por volta das 16h deste domingo (14.11), um policial militar lotado na Força Tática de União estava em seu carro em um posto de combustível próximo ao balão da Tabuleta, imediações da Chesf, zona Sul de Teresina, quando foi baleado. Os criminosos também levaram a arma do PM.

João Vitor dos Santos, 18 anos, foi executados com diversos disparos de arma de fogo por volta das 23h deste domingo (14). Ele estava dentro de uma residência no bairro Jardim Europa, zona Sudeste de Teresina, quando foi surpreendidos pelos suspeitos.


Por volta das 7h30 desta segunda-feira (15.11), guarnições da Moto Tática e 17º Batalhão de Polícia Militar prenderam uma dupla com nove celulares roubados, uma mochila com roupas, três carteiras porta cédulas e uma moto Fan, cor preta, com restrição de roubo. O caso aconteceu no residencial Torquato Neto, zona Sul de Teresina.

Os corpos são de Luian Oliveira, 16 anos e Anael Natan, de 17 anos. Os jovens estavam desaparecidos há mais de 48h. Eles seriam amigos e moradores do bairro Planalto Uruguai. A informação foi confirmada pela equipe de Inteligência da PM e  os corpos reconhecidos pelos familiares que também foram até o local.

Por volta das 18h desta segunda-feira (15.11), um homem identificado apenas como Thalysson foi executado com disparos de arma de fogo enquanto jogava bola com amigos em um campinho no residencial Parque Brasil, zona Norte de Teresina.

Notícias Relacionadas:

PF diz que guerra entre facções já causou pelo menos 40 assassinatos no litoral do Piauí

Vídeo mostra oito bandidos tocando o terror e assaltando carros em Parnaíba

Prefeito apela e pede apoio da Força Nacional para cidade do Piauí


Enviar um comentário

0 Comentários