Recents in Beach

Traficante é preso em flagrante com R$ 13 mil e 114 charutos de maconha em Teresina


 M.C.C de M. foi preso na tarde desta sexta-feira (09), no bairro Matinha, zona Norte de Teresina, pelo crime de tráfico de drogas. A prisão foi realizada por uma equipe de policiais civis, sob o comando da delegada Alexandra Santos, da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE).

A equipe decidiu abordar o acusado no momento em que ele saía de sua residência para cumprir mandado de busca e apreensão. Na casa, os policiais apreenderam 114 (cento e quatorze) invólucros plásticos tamanho médio de Cannabis Sativa (maconha), 02 (dois) tabletes grandes de Cannabis Sativa, 01 (um) invólucro plástico tamanho grande de Cannabis Sativa, 49 (quarenta e nove) invólucros plásticos de Cocaína, 01(um) invólucro plástico tamanho médio de Cocaína,  03 (três) balanças de precisão, 15 (quinze) rolos, dentre plásticos filme, papel alumínio e papel manteiga,  além de R$ 13.410,00 (Treze mil, quatrocentos e dez reais) em cédulas diversas. 

Ainda segundo a DEPRE, o investigado camuflava sua atividade ilícita utilizando-se de um ponto de lavagem de veículos, às margens do Rio Parnaíba, zona norte da cidade, local em que, na verdade, realizava a comercialização dos entorpecentes. 

Informações da delegada Alexandra Santos apontam que o preso se passava por lavador de carros na Avenida Maranhão em Teresina, porém, durante toda a investigação ele nunca foi visto lavando veículo algum. Ele ia até o lava jato e lá vendia as drogas.

"Esse indivíduo preso hoje se dizia lavador ali na beira do rio na Avenida Maranhão, zona Norte, recebemos diversas denúncias há um tempo e vínhamos monitorando ele. Essa semana apresentamos denúncia ao Poder Judiciário pela expedição de mandado de busca e apreensão. Então a equipe logrou êxito, pegou ele saindo de casa, abordou e deu cumprimento ao mandado na residência dele, que fica no bairro Matinha. Lá foram encontrados o material como cocaína, skank, maconha, inclusive nessa forma de charuto, que é uma novidade pra gente. Nunca havia sido apreendida assim antes", disse a delegada.

De acordo com o relato do acusado aos policiais, a maconha era embalada em formato de charuto para evitar desperdício e assim aumentar o lucro. 

"A perda é menor por estar embalado assim, tem o peso do saquinho que ele já ganha mais, pelo que ele falou. Ele responde por roubo, mas isso foi há muito tempo atrás, a atividade dele hoje vinha sendo essa do tráfico. Apreendemos o dinheiro, três balanças de precisão, bastante rolo de filme plástico, dando a entender que a atividade lá na casa era intensa", finalizou.

DEPRE – DENÚNCIAS ANÔNIMAS

(86) 3216-5281 Plantão

APP Android DEPRE/DH


Fotos e vídeo - Francisco Filho*

Enviar um comentário

0 Comentários