Recents in Beach

Força Tarefa prende faccionado que ostentou arma em vídeo com amigos no HBB em Teresina

 

P.H.A.S., mais conhecido como Paulo Babão, foi preso na tarde desta terça-feira (20) pelos policiais da Força Tarefa da Secretaria Estadual de Segurança do Piauí (SSP-PI), sob o comando do major Audivam Nunes. O rapaz é um dos suspeitos que aparece em um vídeo que circulou durante esta semana com vários jovens ostentando armas de fogo nas ruas do residencial HBB, região do bairro Pedra Mole, zona Leste de Teresina. 

O vídeo viralizou em grupos no WhatsApp desde o último domingo (18). "Aê, é tudo três, passa nada, VMN, HBB e SV é o bonde dos loucos, bora aí, é a tropa que a gente tá indo pra pista, bora ver, tropa doida", diz o suspeito que filma com uma arma na mão e o celular na outra. A expressão "tudo três" é uma possível referência à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e "VMN", significa Vila Meio Norte; já SV é a Vila Santa Vitória, localizada após o HBB.

Segundo informações repassadas pelo comandante da Força Tarefa, Paulo Babão tem uma ficha criminal extensa, com passagens p elo sistema penitenciário, de onde era foragido.

"Tão logo soubemos desse vídeo nas redes sociais, o secretário de Segurança nos determinou diligências para prender esses indivíduos que ostentavam armas ali naquela região da Pedra Mole e desde as primeiras horas de hoje estávamos à procura deles, conseguimos prender agora a tarde esse nocivo, periculoso, fugitivo do sistema prisional, já cumpriu pena, tem mandado de prisão em aberto, é traficante, assaltante, é uma prisão que realizamos agora dando resposta a esse vídeo a essa ostentação de arma de fogo. Eu quero dizer aqui que organizado é o Estado, organizada é a Polícia Militar juntamente com a Polícia Civil e nós entramos e vamos entrar e prender quem tem que ser preso aqui no Estado do Piauí", disse o major Audivam.

O PM  disse que é questão de dias ou horas para que os demais suspeitos que aparecem no vídeo sejam identificados e presos também. 

"Chegamos ao local e ele não teve como fugir, já estava na retaguarda da casa, fizemos o cerco, ele deu vários  nomes errados, mas puxamos a ficha no sistema e o identificamos, é foragido, está sentenciado a 14 anos de prisão e com esse agravante das redes sociais vai ser conduzido e apresentado à Justiça", disse o sargento Mota em entrevista ao Repórter Ponto 50.

No vídeo aparecem pelo menos mais seis homens todos armados, alguns com balaclavas, coletes e jaquetas.

Veja detalhes nas lentes do melhor: RP50






Enviar um comentário

0 Comentários