Recents in Beach

Presos dois acusados de matar policial penal durante assalto em Campo Maior

 


A Delegacia Regional de Campo Maior, com apoio da Diretoria de Inteligência – DINTE, realizou nesta quarta-feira (14.07), a prisão de E.  de S. A., de 22 anos, por participar de latrocínio que vitimou o policial penal Arlindo Lima de Oliveira Neto, de 32 anos, baleado durante a ação criminosa em 27 de junho deste ano.

A primeira prisão ocorre ainda na última segunda, 12/07/2021, após conclusão dos trabalhos da equipe de investigação na identificação do primeiro suspeito que confessou o crime e afirmou a participação do segundo suspeito. O caso foi de grande repercussão em Campo Maior.

O CRIME

Arlindo Lima de Oliveira Neto, 32 anos, morreu na manhã do último dia (05), em um hospital de Teresina. Ele havia sido baleado no abdômen há uma semana quando foi reconhecido como policial penal em uma tentativa de assalto no bairro Parque Estrela, cidade de Campo Maior. O crime foi praticado por uma dupla que chegou ao local usando uma moto preta; Eles anunciaram o assalto e, ao perceber que uma das vítimas estava armada, efetuaram cinco disparos.

Arlindo, que era lotado no Presídio do Maracujá em Timon-MA, levou três tiros e foi levado ao Hospital Regional de Campo Maior e em seguida transferido para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ele estava internado na UTI, onde teve lesão extensa no duodeno e no fígado, estava com muito sangue na cavidade abdominal.

Sebastião Alves de Sousa Neto, de 32 anos, amigo de Arlindo, levou dois tiros nos braços. Ele também foi socorrido e levado para o Hospital de Campo Maior. devido a menor gravidade dos ferimentos, já recebeu alta e se recupera em casa.

Enviar um comentário

0 Comentários