Recents in Beach

Bandido é baleado ao fazer assalto próximo ao Mercado do Renascença II



Atualizada às 23h36 de 19.07.21

A família de Paulo Henrique, através de sua esposa Clarinha Alves, entrou em contato com a redação do Portal Repórter Ponto 50 e solicitou um direito de resposta para esta reportagem. Ela contestou os fatos narrados pela matéria, então a equipe, em comum acordo com a mulher, decidiu que ela contaria a versão dos acontecimentos através de um texto que seria publicado dentro desta notícia. 

Segue o direito de resposta como foi enviado ao portal, sem nenhuma edição ou alteração:

Na noite de ontem eu estava voltando de um bar, quando um certo homem armado que aparentemente estava alcoolizado, começou a atira várias vezes contra mim sem eu ter feito nada apenas só passado na rua de moto, esse homem me confundiu com um ladrão que poucos minutos tinha efetuado um assalto na rua aonde ele estava, eu comedo desse homem armado não tive reação apenas joguei a moto no chão e corrie para o outro quarteirão, e esse homem todo tempo atrás de mim teve um momento que eu tentei pular o muro de uma casa e não conseguie e caie na porta de uma residência, quando a vizinhança veio na minha direção me chamando de ladrão eu sem entender nada comecei a fala que eu não tinha roubado nada. 

Um certo rapaz veio e me deu um chute nas costelas, os polícias chegaram no local e perguntaram se tinha sido eu que tinha roubou a mulher eu respondi que não, perguntaram pra mulher que foi asaltada e ela disse pro polícias que não era eu o assaltante e sem prova os polícias disseram que eu podia ir embora quando acabasse de ser o atendido na HUT por que não tinha sido eu que fiz o furto contra essa mulher. No local ainda roubaram meu relógio e meu dinheiro da carteira fui atrás  do parecer da minha moto que deixei no local e ninguém falou nada, no final das contas eu que fui roubado e tô passando por criminoso


Atualizada às 00h20 de 19.07.21

Por volta das 23h30 deste domingo (18), um homem identificado apenas como Paulo Henrique tentou assaltar um estabelecimento nas imediações do Mercado do Renascença II, zona Sudeste de Teresina e se deu mal. 

Ele teria roubado celulares e relógios de clientes, porém ao finalizar o assalto, foi perseguido por um "cidadão fantasma" que o "ajeitou" e o alvejou com tiros de arma de fogo.

Baleado, o assaltante tentou fugir correndo, a população tentou interceptar. O homem "deu uma de homem aranha" e pulou o muro de uma residência, mas acabou encurralado. 

Uma guarnição do 8° BPM esteve no local e acionou os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que prestaram os primeiros ainda no local. Na sequência, o rapaz foi levado a alguma unidade hospitalar da região, para depois ir "bater aquele papo maroto" com o delegado de plantão da Central de Flagrantes. 

É que os disparos atingiram as "canela" do meliante, verdadeiro "sibito baleado".


Enviar um comentário

0 Comentários