Recents in Beach

PM recebe denúncia de cemitério clandestino e encontra um corpo no dique do Mocambinho

 

Por volta das 16h30 deste sábado (22), uma denúncia anônima levou a Diretoria de Inteligência da Polícia Militar, com apoio do 9° BPM, a encontrar uma cova com pelo menos um corpo na Vila Mocambinho III, proximidades do dique, zona Norte de Teresina. 

De acordo com o sargento Costa, da Força Tática do 9º BPM, a polícia foi acionada após denúncia de que haveria um cemitério clandestino na região citada. 

Ouça no vídeo abaixo:


Ainda não há confirmação sobre a identidade da vítima, que tudo indica, pode ter sido assassinada por suspeitos ligados a facções criminosas que atuam na capital.

Há uma suspeita de que o corpo encontrado seja de uma jovem identificada como Gisele Vitória da Silva Sampaio, de 17 anos, mais conhecida como Sereia 14, dada como desaparecida pela família há dois meses, entretanto, só uma perícia mais minuciosa vai confirmar se a informação procede ou não.

Sereia 14 foi vista pela última vez na noite do último 7 de março de 2021

No local já se encontram o Repórter Ponto 50, equipes do Corpo de Bombeiros realizando toda a escavação no local, além da Perícia Técnica, Diretoria de Inteligência da PM e Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Veja abaixo momento da remoção dos restos mortais. IMAGENS FORTES



Jovens mortas por facções

De março para cá, pelo menos cinco jovens teresinenses foram executadas pelo 'Tribunal do Crime'. Tentando construir uma linha do tempo sobre os acontecimentos, tudo indica que Gisele Sereia, provavelmente morta no dia 8 de março, tenha sido a primeira vítima dessa sequência de crimes.

Duas semanas depois, no dia 21 de março, Maria Eduarda Lira, de 17 anos, e Joyce Ellen, 15 anos, foram encontradas mortas em uma região de matagal no bairro Parque Aliança, em Timon. Antes de serem assassinadas, as duas teriam sido torturadas e foram obrigadas a cavar a própria cova. 

Até o momento apenas uma suspeita pelo crime envolvendo o duplo homicídio foi presa. E.L.S.S. foi presa pela Polícia Civil na cidade de Carlos Barbosa, no Estado do Rio Grande do Sul.


Na manhã do dia 12 de abril uma mulher identificada como Valdirene Melo de Jesus, de 25 anos, mais conhecida como Viúva Negra, foi assassinada com um tiro na cabeça às margens do Rio Poti, também na zona Norte. Naquela manhã a PM foi acionada com informações de que uma mulher estava sendo mantida em cárcere privado. 


Chegando ao local apontado pela denúncia anônima, os policiais se depararam com três bandidos cavando uma cova, provavelmente para enterrar a vítima. Os suspeitos trocaram tiros com a polícia e fugiram pelo matagal. Esta cova, onde Valdirene seria enterrada fica ao lado do local onde hoje o 9º BPM encontrou o provável corpo da Gisele Sereia.

No dia 20 de abril, a jovem de 16 anos identificada como Tatiana Graziela, teria sido sequestrada por alguns suspeitos, incluindo o ex-namorado Ryan Rodrigues de Paiva. Ela foi encontrada também em uma cova na zona Norte de Teresina no dia 25 de abril. O ex companheiro da vítima é procurado pela Polícia Civil do Piauí até hoje.


Todos os casos foram noticiados pelo Repórter Ponto 50.




Enviar um comentário

0 Comentários