Recents in Beach

Três mulheres e um adolescente são presos suspeitos de sequestrar e manter médica refém em Teresina

Médica vítima

Talita Lana Araújo, Janaína Pereira da Silva, Sabrina Lúcia de Brito e um adolescente de iniciais W.P.D foram presos nesta sexta-feira (17) suspeitos de terem sequestrado a médica Ivanise Leal Ferreira e terem roubado cerca de R$ 27 mil de sua conta bancária no último dia 26 de junho em Teresina.


O sequestro relâmpago ocorreu por volta das 13h, quando a vítima foi rendida pelos bandidos na zona Leste, retirada de seu veículo e levada a um motel na zona Sul da capital, onde ficou sob a mira de armas enquanto os criminosos efetuaram compras, saques e transferências usando os cartões e aplicativos bancários da vítima.

Os investigados somente liberaram a vítima por volta das 18h30 no bairro Parque Rodoviário juntamente com o veículo de Ivanise. A médica não chegou a ser ferida durante as mais de cinco horas que passou em cárcere privado e estava fisicamente bem. Desde então se iniciaram as investigações.

De acordo com o Grupo de Repressão ao  Crime Organizado da Polícia Civil, sob o comando do Delegado Tales Gomes, toda a ação teria sido planejada pela Talita, que contou com o apoio dos demais investigados.

Durante a execução das buscas foi encontrado Davi dos Santos Ribeiro, que foi preso por conta de mandado decorrente de condenação a 10 anos de prisão por roubo. Ele aparece ao centro da imagem acima.

As prisões ocorreram na manhã de hoje nos bairros Santo Antônio, Promorar e Parque Ideal e foram decretadas pelo Juiz da Central de Inquéritos, Luiz Henrique Moreira Rego.

Policiais do Greco e do CORE continuam em diligências e mais pessoas podem ser presas a qualquer momento.

Amida de ex-prefeito

No dia do crime, a informação de que a médica havia sido sequestrada foi repassada à polícia e à imprensa pelo ex-prefeito Silvio Mendes, amigo da vítima. Ivanise havia sido vista pela última vez entrando em um veículo modelo Ford Fiesta, de cor branca e placa PIT - 0222 com adesivo da Cachaça São Vicente na traseira do carro.

O crime

Sequestro relâmpago é um crime no qual a vítima costuma ser sequestrada em seu próprio veículo, é mantida refém por um curto espaço de tempo, frequentemente por poucas horas sob controle de criminosos. Estes quase sempre obrigam a vítima a realizar saque de valores em agências bancárias.



Publicar um comentário

0 Comentários