Recents in Beach

OAB pede explicações sobre mortes de cachorros em operação do RONE



Após a morte de dois cachorros durante operação realizada por policiais do RONE no último dia 5 de maio, no bairro Matinha, zona Norte de Teresina, a Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da Ordem dos Advogados do Piauí (OAB-PI) encaminhou ofício ao Coronel Lindomar Castilho, Comandante Geral da Polícia Militar solicitando mais esclarecimentos sobre o caso.

Os cães, Tempo e Preto, foram mortos durante perseguição a dois suspeitos de assalto na rua Amazonas, apenas um chegou a ser preso, o jovem J. V. V. S. 22 anos, que estava comum colete balístico pertencente à Polícia Militar, um aparelho celular e uma quantia de R$ 64,00.

À época, moradores afirmaram que os policiais atiraram nos animais de cima do muro da casa da família que era dona dos cachorros. Já a assessoria de comunicação da PM negou os fatos em nota enviada à imprensa.

"Espera-se averiguar quem, de fato, desferiu os disparos, bem como identificar com exatidão a arma de fogo da qual partiram os projéteis. Somente assim, identificando os responsáveis e responsabilizando-os por seus atos, cumprir-se-á aquilo que preceitua a lei", diz o ofício encaminhado ao Comando Geral da PM-PI.



Confira a seguir a nota de esclarecimento divulgada pela Diretoria de Comunicação da PM:

Nota à imprensa

A Polícia Militar do Estado do Piauí informa que na tarde de ontem (05), no bairro Matinha, Zona Norte da Capital, equipes do Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial, realizaram a prisão de um indivíduo que estava de posse de um colete balístico da instituição. A PMPI comunica ainda, que a informação de que cães foram atingidos pelos policiais no momento da ação é improcedente, pois os disparos efetuados foram realizados pelo indivíduo de alcunha "piqui", que já possui diversas prisões efetuadas.

Teresina, 06 de maio de 2020.

ELZA Rodrigues Ferreira - Ten Cel PM Diretora de Comunicação Social da PMPI

Enviar um comentário

2 Comentários